18 abril 2013

Argo



Primeiro, quero me desculpar por um dia ter duvidado da capacidade do Ben Affleck. Retiro tudo o que eu disse! Não é que o mocinho das comédias românticas mandou super bem no filmeco!
Confesso que este ano eu não estou tão por dentro para criticar se ele merecia ou não o Oscar, mas, posso afirmar que o filmeco está demais! Nossa, eu senti como se estivesse sendo resgatada também! Fiquei super nervosa! Resumindo, recomendo!

Argo (2012) - Ben Affleck

Baraka



Uma querida amiga falou tanto deste documentário, que não resisti. Quer ver me deixar nervosa, é só falar: “Nossa, você já viu aquele filme? É maravilhoso” (com uma voz super entusiasmada). Juro gente, minha pressão chega até a baixar, de tão curiosa que fico. E não adianta, tem sempre alguém que me fala de um novo... Enfim, voltando ao assunto... Este documentário mostra diversas culturas e lugares no mundo. Não tem diálogo, são apenas imagens e música fantásticas. Achei lindíssimo, só não recomento assistir antes de dormir, dá um pouco de sono.

Baraka (1992) - Ron Fricke

Pearl Jam Twenty



Então pessoal, aqui entre nós, sou MUITO fã do Pearl Jam. E, claro, que quando soube deste documentário, não pensei nem duas vezes e corri para assistir. Adorei! Sério, muito legal! A história da banda é contada desde o comecinho, falam bastantes sobre cada integrante... E de bônus, ainda tem um pouquinho do Kurt, do Alice in Chains, do Chris Cornel... Indico muito aos fãs da banda! Ó, volta e meia passa no Multishow, fiquem ligados! 

Pearl Jam Twenty (2011) - Cameron Crowe

50%





Foi muito sofrida a espera por esse filme. Toda semana eu perguntava na locadora se já tinha chegado. Ninguém me aguentava mais. Finalmente consegui assistir e, como eu já esperava, o filmeco é excelente. O mocinho descobre que está com câncer aos 20 e poucos anos... Ai começa toda a trama com o amigo, a namorada, a família, o trabalho... Emociona e faz rir de forma inteligente. Os atores estão ótimos! Não percam esta dica!

50/50 (2011) - Jonathan Levine

Drive


Um minuto, ainda to me recuperando! UAU... O que foi isso? Pessoal, não tem erro, não tem como não gostar! Arrasou! Já aviso sobre o estilo deste moço diretor, super Tarantino. Com direito a matar com marteladas na cabeça, sim, aparecem todos os detalhes. O moço principal faz o estilo mau e calado, que se apaixona pela mocinha e a defende dos outros mocinhos piores ainda. E, ainda por cima é o melhor, do melhor do mundo em dirigir carros.

Drive (2011) - Nicolas Winding Refn

11 abril 2013

6 Bilhões de Outros





Queridos amigos, eu sei que meu lindo bloguinho é só sobre filmes. Mas, por favor, me permitam fazer esta exceção, confiem em mim, vocês não vão se arrepender! Bom, o negócio é o seguinte, 6 Bilhões de Outros é uma exposição que rolou em SP no MASP e agora está pelo mundo. Infelizmente não consegui ir, mas descobri que no Youtube  dá para assistir alguns vídeos da exposição. Claro, que assistir no Youtube não é nada comparado a exposição, mas é tão lindo que vale a pena. A parada é o seguinte, são várias entrevistas com pessoas das mais diferentes culturas sobre temas simples como: o sentido da vida, felicidade, família... Pessoal, vejam os vídeos e se um dia tiverem a oportunidade, visitem a exposição. Muito triste não ter vindo para o Rio!!! Eu quero!!!!!!!!!!!

Projeto da Fundação GoodPlanet, com o apoio da  BNP Paribas.

Os Vingadores


 
Sempre serei suspeita para comentar filmes de heróis. Gosto de todos, espero por todos e assisto todos. Uma pena que não assisti em 3D, mas, mesmo assim, amei este aqui! Até comecei a respeitar o Hulk, confesso que nunca foi dos meus favoritos (acho o poder dele chato). Esta dica é imperdível, engraçada e divertida. É muito legal quando os personagens dos quadrinhos ganham “vida” no cinema. Por mim, eles podiam fazer o Homem Aranha até a versão 30, Batman até a 40, Homem de Ferro até a 50 e, claro, os X-Mens até a versão 1.000.000.000. Espero ansiosa pelo filme da Liga da Justiça, só para registrar!

The Avengers (2012) - Joss Whedon

A Dama de Ferro



É impressão minha ou a Merl Strep está cada vez melhor?  É impressionante quando ela aparece velhinha. Confesso que não sabia muito sobre a Margaret, mas, mesmo assim, gostei e aprendi bastante. Muito bonita a forma como ela vai se despedindo do marido. E bastante inspirador a garra dela! Acho que agora quero ser presidenta! Hummmm... Melhor não... Vou continuar no marketing!

The Iron Lady (2011) - Phyllida Lloyd

O Discurso do Rei




Não sei vocês, mas eu torci muito pelo discurso final. Nossa, que agonia, me senti assistindo um jogo de futebol (quase gritei “é Tetra, é Tetra” quando terminou o tão esperado discurso). Uma história simples, sem nada de UAU. Mas, foi um simples bem feito! Por isso que eu digo, não adianta milhões e milhões, explodir carros, casas, matar gente, colocar zumbis, conquistar outros planetas... Gosto de ideias simples! Estou super filosófica hoje, aff.

The King's Speech (2010) - Tom Hooper

Letra de Música



Fiquei preocupada agora, sem brincadeira. Uns amigos me falavam: nossa, você vai ADORAR este filme! Tanto falaram que lá fui eu. Assim, beleza, eu gosto de comédias românticas, mas, poxa, essa é muito sem gracinha. Não me levem a mal, mas, passar dois dias escrevendo uma letra de uma musica e regando uma planta é demais!!! OK, sem exageros, não é tãoooo ruim assim, mas, não recomendo!

Music and Lyrics (2007) - Marc Lawrence

28 março 2013

Inquietos



Realmente não sei nem por onde começar a escrever sobre este filmequinho aqui! Acho que começar com um "divino" seria o ideal. Isso, pessoal, este filmeco é divino, melhor, divinamente lindo! Estava contando os dias para a estreia, queria muito assistir! Não sou muito fã deste diretor, mas me surpreendeu muito a história! Recomendo muito a todos. Aquela combinação sem erro: sensível, lindo, engraçado, leve, inteligente e com um toque suave de drama!

Restless (2011) - Gus Van Sant

Medianeras: Buenos Aires na Era do Amor Virtual






Um filmeco argentino maravilhoso (amoooo os filmes argentinos). Uma dica deliciosa! Se você é como eu, adora esses filmes românticos inteligentes e engraçados, corre para a locadora e procura este! A história é sobre dois jovens que são vizinhos, não se conhecem e são “almas gêmeas”. Mostra a solidão das pessoas em cidades grandes e suas fobias. Tudo isso com uma leve toque do filme 500 Dias com Ela. Por mim tudo bem, não me importo, 500 Dias com Elas é um dos meus filmes favoritos e podem se inspirar à vontade!

Medianeras (2011) - Gustavo Taretto

A Riviera Não É Aqui




Essa dica aqui é mais do que quente, é "pelando". Um amigo super entendido de filmes que me falou. Pessoal, muito legal! Eu não sou muito fã dos dramas franceses, mas das comédias... Eu adoro! As comédias francesas são simples e deliciosamente sarcásticas. E este filmeco aqui, não foge à regra. É um mocinho que sonha em ser transferido pelo trabalho para a Riviera francesa, mas que acaba sendo transferido para uma micro cidade nas montanhas geladas. Enfim, é bem divertido, assistam!

Bienvenue chez les Ch'tis (2008) - Dany Boon

Se Enlouquecer, Não se Apaixone



Genteeee, que lindeza de filmeco. Nossa! Leve, engraçado, divertido e com uma história bem legal. Recomendo muito! O mocinho depressivo é internado em um hospital psiquiátrico e começa a ajudar todos os outros pacientes, além de começar a se entender também. Pode ser que vocês achem um pouco bobo, mas, ainda sim, não vão poder negar que é lindo!

It's Kind of a Funny Story (2010) - Ryan FleckAnna Boden

, ,

O Vencedor



Pessoal, assisti esse filme sem esperar nada demais e tive uma agradabilíssima surpresa. Filmeco sensacional! Muito bom de verdade! Um ex lutador arrasado pelas drogas, que ajuda o seu irmão a ser campeão. Ouvi várias pessoas compararem com o filme “O Lutador”, por favor, não façam isso, me dá até “coisas”. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa (deixa prá lá). Enfim, vale a pena demais assistir, é um daqueles que não dá para perder. Tem que ver! O moço principal mandou muitooo bem!

The Fighter (2010) - David O. Russell

Um Conto Chinês



Vamos lá, todo mundo de pé. Levantaram? Agora batam palmas, gritem, assoviem! Uhuuuu!! Este filmequinho merece! Sério, vocês não sabem como fico feliz quando vejo um filme tão legal, saí do cinema vibrando! O Ricardo Darin  (“Wagner Moura” argentino) arrasou, como sempre! Podem assistir sem medo, excelente!

Un cuento chino (2011) - Sebastián Borensztein

Cópia Fiel



Depois de tanto burburinho “Ah, esse filme é maravilho! Ah, é fantástico!” Resolvi assistir! Então pessoal, legal, interessante, mas, no entanto, contudo, todavia, pareceram 10 horas de filme. Sabe qual foi a sensação que eu tive? De que eu estava assistindo a uma peça de teatro na TV. Assim, me irrita muito os filmequinhos no estilo: A moça fala, faz uma careta de sofrimento, levanta a cabeça sorrindo, abraça o tio, depois faz outra cara de sofrimento e sai andando. O mocinho vai atrás dela e ela sorri, abraça o tio outra vez e faz mais uma cara de sofrimento e coloca a mão na testa. Sempre acho que a moça vai olhar para a câmera e falar “Ó vida, Ó céus, Ó azar” igual aquele personagem do desenho. Pô gente, tem que parecer natural, neh! Enfim, é isso, decepcionou.

Copie conforme (2010) - Abbas Kiarostami

Incêndios



Uouuuuuuu calma que ainda não me recuperei do final deste filme. Este é um daqueles finais que demora uma semana até você conseguir digerir, refletir e chegar a uma conclusão. Depois de meses ainda lembro de tudo com detalhes e olha que já assisti muitos outros. Esse é para os que adoram uma história dramática, tensa, intensa, surpreendente e original (e “bota” surpreendente nisso), daquelas que não dá nem para dormir depois. Recomendo demais este filmeco, mas, preparem-se para fortes emoções.

Incendies (2010) - Denis Villeneuve

Amor & Outras Drogas


Olha pessoal, este é um filmeco quase muito bom. Tinha tudo para ser muito bom, mas foi quase. A mocinha está ótima, o mocinho está ótimo, mas faltou algo que eu não sei explicar. Adoro drama misturado com comédia, mas, faltou algo, fico super chateada com isso, uma história legal, atores bons.... Pôôôôôôô... Mas, tudo bem, ninguém é perfeito, só o Tim Burton, o Campanela, os Cohens, o Tarantino... Assistam e me contem o que acharam!

Love and Other Drugs (2011) - Edward Zwick

A Árvore da Vida


Vou contar um segredinho para vocês, quando começam a comentar muito sobre um determinado filme eu fico me mordendo de tanta curiosidade. Este filmeco foi assim, falaram tanto que eu fui correndo ao cinema assistir. Então, o negócio é o seguinte, gostei demais este filmeco. Acho que exageraram nos 20 primeiros minutos da parte no estilo “National Greographics” (chato, pra caramba), dava para reduzir bem. Agora, depois disso, o filme fica sensacional! Lindo, lindo, lindo!

 The Tree of Life (2011) - Terrence Malick